Notícias

JFSC recebe prêmio de Produtividade na Jurisdição Comum

Por novembro 17, 2017 Sem comentários

A Justiça Federal em Santa Catarina (JFSC) obteve terça-feira (14/11/2017) o prêmio de “Produtividade na Jurisdição Comum”, entregue durante o “II Encontro Executando a Estratégia”, realizado dias 13 e 14 em Brasília. O prêmio foi conferido às varas federais da Seção Judiciária, “em reconhecimento pelo melhor desempenho em 2017”.  O certificado, assinado pela presidente do Conselho da Justiça Federal, ministra Laurita Vaz, foi recebido pela diretora do Foro da JFSC, juíza federal Claudia Maria Dadico.

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), a que a JFSC está vinculada, alcançou o mesmo reconhecimento no âmbito da segunda instância. O coordenador dos Juizados Especiais Federais da 4ª Região, desembargador federal Fernando Quadros da Silva, também participou do evento em nome do TRF4.

Para a diretora do Foro, “o prêmio é fruto da competência, dedicação e profissionalismo de magistrados, servidores e colaboradores que atuam na seção judiciária”. A juíza observa que se “trata de premiação de âmbito nacional, que reconhece a atuação destacada da jurisdição federal” [em SC]. “Todo esse trabalho, somado à dedicação das sucessivas gestões [do TRF4 e da Direção do Foro local] e dos núcleos administrativos, que têm buscado criar as melhores condições para que a jurisdição efetiva, célere e justa chegue a cada jurisdicionado, são agora reconhecidos”, conclui Claudia Dadico.

Estratégia da Justiça Federal 

O evento foi realizado nos últimos dias 13 e 14. Os objetivos eram avaliar o andamento dos projetos estratégicos, buscar alternativas para as limitações orçamentárias, discutir desafios da gestão das demandas previdenciárias, estudar medidas para equalizar a distribuição da força de trabalho e debater a padronização na apresentação de dados estatísticos, bem como os critérios para o módulo de produtividade e o Sistema de Mapeamento da Justiça Federal (Sismapa).

O encontro contou com a participação de presidentes e corregedores dos TRFs; coordenadores dos JEFs; diretores de Foro; diretores-gerais; assessores de Planejamento Estratégico; representantes das áreas de Orçamento e Estatística; gestores de projetos estratégicos; e integrantes da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário e Ministério Público da União (Fenajufe).

Deixe um comentário